viviane-senna-relatorio-anual-2019

Carta da presidente

A EDUCAÇÃO PARA UM FUTURO

2019 foi um ano muito especial. Foi o ano que o Instituto Ayrton Senna completou 25 anos de atuação. Chegamos até aqui como um laboratório onde educadores e pesquisadores trabalham lado a lado para empurrar as fronteiras da educação. Como você verá neste relatório, foi um ano em que celebramos passos importantes e nos comprometemos com novos desafios, tudo para preservar e fortalecer nosso DNA de inovação e criatividade.

Como resultado de amplo estudo com evidências em competências socioemocionais e seus impactos na aprendizagem e desenvolvimento humano, 2019 foi o ano em que levamos o projeto Diálogos Socioemocionais para mais de 900 escolas públicas estaduais e municipais, em mais de 200 municípios, beneficiando mais de 330 mil estudantes. Além disso, ampliamos nossa parceria com uma das maiores redes de ensino do país por meio do programa Inova Educação, do estado de São Paulo, onde apoiamos o desenho de política pública de educação integral com base em evidência, com definição de matriz de competências socioemocionais e formação de educadores.

Para além de nossa atuação na ponta, cumprimos uma agenda importante de debate em política pública. Realizamos o seminário Alfabetização 360 para promover a educação integral já na fase de alfabetização e discutir as evidências das causas do analfabetismo e seus impactos no país. Outro importante avanço foi em nossa jornada digital - demos vida a uma plataforma online de formação de educadores para ampliar substancialmente o alcance de nossos projetos. Isso vem ao encontro da jornada de transformação digital da nossa organização que avança ano a ano em paralelo com a remodelagem de nossas estruturas para ganhar mais rapidez, integração e eficiência em nossos processos internos.

E os resultados de todas essas ações já são mensuráveis. Este foi o ano em que mais formamos educadores: 160 mil, o que representa mais de 10 vezes a média dos anos anteriores. Em paralelo, nossos projetos educacionais impactaram, ao todo, 1,3 milhão de estudantes pelo país.

Tudo isso foi possível porque o Instituto Ayrton Senna se consolidou nas últimas décadas como centro de inovação que traz o melhor da ciência para a educação – e o melhor da educação para a ciência. Fomos pioneiros ao atuar na educação por meio de evidências em uma época em que indicadores e métricas ainda eram raros. Foi com base em conhecimento da realidade que lançamos o Acelera Brasil, um programa que atacou o problema da distorção idade-série, e o Se Liga, nosso programa de alfabetização. Com estes projetos conseguimos obter resultados expressivos no aprendizado e na redução do abandono escolar.

Foi nessa época que diagnosticamos novas fragilidades do ensino básico e construímos novos projetos educacionais e modelos de gestão sustentáveis em diferentes realidades do país. A partir daí, em 2011, fizemos um primeiro movimento de forma a trazer o debate sobre as competências não-cognitivas para pauta e agenda da educação. Realizamos o seminário internacional sobre competências socioemocionais, um divisor de águas que vinculou o tema à educação do país. Hoje, as habilidades socioemocionais permeiam toda a Base Nacional Comum Curricular.

Estivemos sempre na vanguarda porque adquirimos aprendizados com base em evidências e mapeamos políticas públicas que já existem no mundo para fortalecer e capacitar redes de ensino do país. Com esses insumos, as instituições constroem novas evidências, que geram mais dados e alimentam novas pesquisas, em um círculo virtuoso de produção de conhecimento.

Em um país de realidades tão diferentes como o Brasil, seguimos enfrentando uma batalha de duas frentes - de um lado lutamos contra as problemáticas educacionais do século 20 como alfabetização e correção de fluxo, e de outro, criando e sistematizando conhecimento para ultrapassar um desafio que ainda é realidade para todo o mundo: formar jovens e crianças preparados para o século 21.

É com essa nossa forma de agir que, mais do que nunca, estamos preparados para apoiar as redes de ensino nos desafios das próximas décadas inovando, fazendo e influindo. Nossa missão é seguir fazendo isso tudo para que o maior número de crianças e jovens tenham oportunidade de ter uma vida com significado. Um direito de todos.





EDUCAÇÃO



INOVAÇÃO

PARCERIA SÃO PAULO

A parceria do Instituto Ayrton Senna com a Secretaria Estadual de São Paulo remonta a 2003. Recentemente, no ano de 2018, ela ganhou ainda mais força ao focar em algumas inovações implementadas na rede de ensino.

Inicialmente, em parceria com a Fundação Volkswagen, houve a implementação do MINHA ESCOLA - um protótipo focado no desenvolvimento de práticas de educação integral nos Anos Finais do Ensino Fundamental - em 24 escolas estaduais no município de São Paulo. O objetivo fundamental do projeto é gerar caminhos e soluções, por meio de integração curricular, para serem incorporadas pelas instituições de ensino da rede. Ao longo do ano materiais pedagógicos foram produzidos assim como metodologias para formação de professores e gestores, que chegou a atingir 331 profissionais e colaborou para conectar a aprendizagem e os interesses de 9.738 estudantes nessas escolas.

A parceria continua e se amplifica. Os aprendizados desse protótipo serão aplicados no novo INOVA EDUCAÇÃO, uma iniciativa do governo estadual que tem início no ano letivo de 2020. O Instituto aportou todo seu conhecimento em educação integral e desenvolvimento intencional de competências socioemocionais com base em evidências no redesenho da política pública com definição do modelo pedagógico dos Anos Finais do Ensino Fundamental e Ensino Médio que entra em consonância com a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e o Currículo Paulista. Para isso foram desenvolvidos materiais e formações para a equipe técnica que abarcam temas como avaliação formativa de competências socioemocionais, projeto de vida para o mundo do trabalho e desenvolvimento de criatividade e pensamento crítico. Mais de 110 mil educadores da rede estadual passaram por formações ao longo do ano para prepará-los para o novo momento da rede.

Workshop de Educação Integral


DESENVOLVENDO CRIATIVIDADE E PENSAMENTO CRÍTICO NAS ESCOLAS

A OCDE (Organização Internacional para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico) lançou em 2019 o relatório “Fostering Student’s Creativity and Critical Thinking – what it means in school” (“Desenvolvendo a criatividade e o pensamento crítico dos estudantes – o que isso significa para as escolas). O documento internacional reúne experiências inspiradoras de 11 países, que participaram de um projeto da organização internacional para apoiar iniciativas com este foco na Educação Básica.

Entre as experiências está o trabalho realizado pelo Instituto Ayrton Senna junto às secretarias de Educação de Chapecó e Santa Catarina e à FIESC (Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina). Durante 2,5 anos foram feitas formações de professores para desenho, definição e implementação de novas formas de promover e acompanhar o desenvolvimento da criatividade e do pensamento crítico de estudantes em todas as disciplinas. No total, cerca de 4 mil estudantes brasileiros foram impactados pela iniciativa.

O relatório da OCDE é um dos documentos que norteará o desenvolvimento de estímulos avaliativos sobre pensamento criativo na edição 2021 do PISA (avaliação internacional realizada pelos países membros da organização e parceiros). Além disso, ele fará parte de um guia online com materiais pedagógicos e sugestões de boas práticas para qualquer educador que desejar promover a criatividade e o pensamento crítico em sala de aula. A tradução para o português, feita pelo Instituto Ayrton Senna em parceria com a Fundação Santiliana, será disponibilizada em 2020.



DIÁLOGOS SOCIOEMOCIONAIS

O Diálogos Socioemocionais é um componente de política educacional estruturado para planejar, auxiliar e acompanhar o desenvolvimento de competências socioemocionais dos estudantes por meio de ações intencionais e com base em evidências. Sua implementação envolve planejamento e engajamento desde a Secretaria de Educação até a sala de aula, tendo como parte a formação de gestores e educadores, além da aplicação de instrumentos e metodologias para acompanhamento dos estudantes. Estes são elementos fundamentais para a estruturação e consolidação de políticas públicas de educação integral.

A proposta, com foco específico no desenvolvimento intencional de competências socioemocionais do Ensino Fundamental – Anos Finais e Ensino Médio, está sendo implementada em 638 escolas da rede estadual de 182 municípios cearenses e nas redes municipais de Sobral e Fortaleza, abraçando mais de 290 mil estudantes do Ceará. Na cidade de Sobral (CE), a implementação abrange 100% das escolas de Ensino Fundamental da rede.

Cerca de 30 mil alunos da rede municipal de Teresina e da rede estadual do Mato Grosso do Sul tiveram contato pela primeira vez com o projeto por meio de implementação via parceiros. A implementação chegou às salas de aula no 2º semestre e os relatórios de visitas feitas em diversas escolas demonstram grande aderência das redes ao projeto. Os gráficos a seguir trazem destaque para indicadores de alguns resultados das visitas realizadas em escolas da rede estadual do Mato Grosso do Sul.



INICIANDO OS DIÁLOGOS SOCIOEMOCIONAIS (Senna para Crianças)

O Instituto desenvolve desde 2018 o projeto Iniciando os Diálogos Socioemocionais, cujo o instrumento para auxiliar e acompanhar o desenvolvimento de competências socioemocionais é conhecido como Senna para Crianças. Ele tem o objetivo de subsidiar as secretarias na elaboração e gestão de sua política de educação integral para o Ensino Fundamental - Anos Iniciais por meio do desenvolvimento intencional das competências socioemocionais.

O instrumento possui uma linguagem adaptada através de histórias, imagens e recursos de áudio para captar as informações dos estudantes. Durante 2019 foram desenvolvidos cadernos de atividades socioemocionais, integrando as competências às demais áreas de conhecimento, além do projeto de formação para coordenadores pedagógicos e uma sistemática de acompanhamento.

Participam do projeto as Secretarias de educação de Sobral (CE) e Tatuí (SP). Para 2020, o planejamento é aprimorar o instrumento, bem como estudar formas distintas de aplicá-lo (online e em papel). A meta é que a ferramenta esteja preparada para uso em grande escala a partir de 2021. Com ela, será possível monitorar o desenvolvimento das competências socioemocionais em sala de aula e auxiliar gestores na tomada de decisão e na implementação de políticas públicas nos Anos Iniciais.



FORMAÇÃO ONLINE DE EDUCADORES

O Espaço Educador nasceu em 2019 para compartilhar conhecimento e disseminar boas práticas em um ambiente online. Além do acesso a cursos e materiais gratuitos, a plataforma tem espaço para diálogos e trocas de experiências entre educadores.

Ao longo do ano, professores, coordenadores, pesquisadores e diretores conheceram mais sobre temas como a Educação por Projetos, Multiletramentos, Competências Socioemocionais e Metodologias Ativas. Os cursos disponíveis, com duração de 30 a 50 horas, incluem introdução a aspectos teóricos, exemplos práticos de sala de aula e reflexões sobre didática.

O projeto cumpre o objetivo de dar escala e sustentabilidade aos processos formativos do Instituto Ayrton Senna, contribuindo com a ampliação dos conhecimentos sobre a construção de uma escola que prioriza a formação integral dos estudantes por meio do desenvolvimento de competências para o século 21. Ao final do ano, o Espaço Educador somou 15 mil inscritos.

Pesquisa de satisfação de ambiente online de formação de professor


SOCIOEMOCIONAL DO EDUCADOR

Com o objetivo de promover o desenvolvimento socioemocional de educadores em uma perspectiva de educação integral, o Instituto uniu suas áreas de pesquisa científica e formação em um projeto de desenvolvimento de professores. Em 2019, o programa contou com a parceria da Secretaria de Educação de Teresina (PI) e a Secretaria de Estado de Educação de Mato Grosso do Sul. Foram realizadas cinco formações presenciais, de 8 horas cada, além de complementações online através de comunidade no Espaço Educador.

O percurso formativo está organizado em 5 módulos, cada um focado em uma das macrocompetências socioemocionais, promovendo seu desenvolvimento por meio de metodologias pedagógicas embasadas no acrônimo SAFE – sequenciais, ativas, focadas e explícitas.

Desenvolvimento Socioemocional do Professor

O conteúdo abordou, de forma especial, o desenvolvimento da autoeficácia do educador, entendida, nesse contexto, como o julgamento que o professor faz acerca de suas próprias capacidades para atingir resultados desejados. Professores que acreditam nas suas próprias capacidades geram não apenas benefícios para si mesmos como profissionais, mas também para seus estudantes e para a escola.

Além disso, o programa contou uma abordagem de Comunicação e Relacionamento Interpessoal para desenvolver práticas pedagógicas docentes baseadas em metodologias ativas. No total, participaram do projeto de formação 150 educadores.



OPEN INNOVATION

Com o objetivo de identificar soluções e tecnologias inovadoras ao redor do mundo que possam ajudar a enfrentar os desafios da educação brasileira no século 21, o Instituto Ayrton Senna firmou parceria com a H-FARM. A instituição pertence a uma rede internacional de aceleradoras que conecta mais de 60 startups no mundo.

Em 2019, o Instituto Ayrton Senna fez uma imersão na sede da H-FARM, na Itália, a fim de abrir caminho para a pesquisa de rotas e tecnologias disruptivas. Entre os principais objetivos definidos foi o desenvolvimento de plataformas e ferramentas para criar um ambiente para ensino e aprendizagem online em uma lógica colaborativa.



IMPLEMENTAÇÃO

LETRAMENTO EM PROGRAMAÇÃO

O programa Letramento em Programação existe desde 2015 para contribuir com a desenvolvimento do pensamento computacional de jovens e crianças de escolas públicas. Sua implementação ocorre por meio da formação de educadores em parceria com instituições de ensino superior. Em 2019, a proposta foi expandida para os municípios de Teresina (PI) e Manhuaçu (MG).

Eles se juntam as cidades de Itatiba, Morungaba e Vinhedo, em São Paulo, e Carazinho, Coxilha, Lagoa Vermelha, Marau, Passo Fundo, Sananduva e Tapejara, no Rio Grande do Sul. Além desses territórios, o projeto é implementado em Caruaru (PE) e Manaus (AM).

A rede municipal de Itatiba, primeira a desenvolver o programa em 2015, contava com a participação de 13 profissionais e 170 alunos, em 2019 os 69 educadores levaram o pensamento computacional a mais de 1900 estudantes. Na cidade, o programa tem parceria de uma Instituição de Ensino Superior, que ofereceu espaço e profissionais para acompanhar as atividades. Em 2019, o Instituto Ayrton Senna foi convidado para fazer parte do Comitê do Letramento em Programação do município junto a diferentes atores da comunidade escolar do município, assim como representantes de outras instituições locais.

Tabela Letramento em Programação


CAMINHOS PARA A EDUCAÇÃO INTEGRAL

O programa Ensino Médio Integral em Tempo Integral (EMITI) existe desde 2017 em uma parceria entre Instituto Ayrton Senna, o Instituto Natura e Governo do Estado de Santa Catarina. Um total de 31 escolas da rede estadual participam da proposta, que em 2019 impactou 500 educadores e 4 mil estudantes.

Desde o início do projeto os esforços foram voltados a estratégias de formação de todas as equipes envolvidas na implementação - da secretária, passando pelas regionais, até chegar nas escolas – de modo a sustentar a continuidade do programa ao fim da parceria. A parceria que chegou ao fim tem um grande legado: milhares de educadores formados, 150 professores referência em educação integral na rede, materiais didáticos sólidos e mais de 60 gestores formados para guiar e continuar o processo de implementação, que prevê expansão para 15 novas escolas em 2020.

Vale também destacar o conjunto de materiais que sistematizam a experiência de implementação, que em 2019 totalizaram 5. O mais recente lançamento é o “Caminhos para a Educação Integral: saberes e fazeres docentes na constituição de um currículo integrado”, compilando aprendizados de 23 escolas durante o EMITI. O material, organizado pelo Instituto Ayrton Senna, reúne estratégias para alcançar a integração curricular, entre elas a elaboração de instrumentos de avaliação integrada e criação de projetos nas Áreas de Conhecimento.



DISTRIBUIÇÃO

Um dos maiores desafios de atuar em um país de dimensões continentais como o Brasil é o alto custo humano e financeiro para implementar os projetos educacionais em cidades que demandam por eles. Por isso, com o objetivo de viabilizar nossas ações em maior escala, potencializando nossa missão de levar educação de qualidade para todos os estudantes brasileiros, o Instituto Ayrton Senna tem colocado em prática, desde 2018, uma nova estratégia de distribuição de conhecimentos.

Ao longo do ano de 2019, realizamos a sistematização da implementação do Se Liga e Acelera Brasil, programas já consolidados e maduros que combatem o analfabetismo e a distorção idade-ano, para que eles pudessem, a partir de 2020, ser levados para as redes com o apoio de parceiros. Este processo resultou na criação de diversos materiais, dentre eles o Guia de Implementação e o Guia de Formação, além de 17 vídeos formativos.

De forma a acompanhar, analisar, direcionar e garantir a qualidade de todo o processo de distribuição, instituímos o acompanhamento da qualidade, cuja principal ferramenta é o Sistema Panorama, plataforma digital utilizada pelo Instituto desde 2017 para acompanhamento dos indicadores e da implementação. A Rede de Gestores, composta por 17 municípios, antigos parceiros do Instituto, foi fundamental para a estruturação deste canal de forma a possibilitar a ampliação da rede de licenciados já em 2020.

No final do ano, o Instituto assinou a parceria com IBEGESP e Instituto Âncora Educação, que serão parceiros do Instituto na distribuição dos programas em 2020. Também assinamos um contrato de distribuição de conhecimento com a FAEL, que será uma multiplicadora dos cursos do Instituto Ayrton Senna aos seus milhares de alunos que cursam pedagogia. É uma oportunidad e de futuros educadores terem contato com fundamentos da educação integral desde sua formação inicial.

Em relação ao projeto Diálogos Socioemocionais para Ensino Fundamental Anos Iniciais e Anos Finais, o primeiro parceiro de implementação foi a 3Gen Gestão Estratégica, consultoria com foco na transferência de conhecimentos específicos para execução de estratégias em organizações públicas, privadas e sem fins lucrativos. Agentes técnicos da empresa receberam formação do Instituto para se tornarem multiplicadores de conhecimento e levar nossas propostas educacionais para todo o país. As primeiras redes a terem a implementação de projetos com esse parceiro foram Mato Grosso do Sul e Teresina, mencionados no capítulo anterior. A implementação em Mogi das Cruzes foi feita em parceria com a Fundação Lemann.

Número de impacto de todos os programas educacionais do Instituto Ayrton Senna em 2019

MOBILIZAÇÃO E INFLUÊNCIA



UMA PONTE PARA O AMANHÃ

Em um ano de mudanças e adaptações dos novos governos estaduais e federal, o Instituto Ayrton Senna esteve ao lado de secretários para apoiar a construção de políticas públicas amparadas por meio de evidências. Além disso, participou de congressos e grupos de trabalho para discutir os caminhos que levarão a educação do país ao século 21.



JUNTOS PARA DIAGNOSTICAR

O Brasil tem dados e informações disponíveis para construir uma política educacional que supere os grandes desafios do país. Com o Diagnóstico da Educação tivemos a oportunidade de organizar essas evidências na direção de auxiliar gestores públicos no enfrentamento dessas barreiras.

O conteúdo foi apresentado de forma personalizada para cada unidade federativa e dividido em dois momentos. No encontro inicial, foram abordados os temas Educação e desenvolvimento humano; Garantia do direito de acesso à educação; Garantia do direito ao progresso escolar; e Garantia do direito ao aprendizado. Já a segunda reunião foi pautada por projeções para o ano de 2050 à luz da transição demográfica que o Brasil passará nos próximos anos.

Ricardo Paes de Barros apresentou aos estados materiais que embasam a tomada de decisão para o longo prazo, no que tange infraestrutura das escolas e recursos humanos - questões de extrema importância para promover o aprendizado, o progresso e o desenvolvimento dos estudantes, componentes básicos do direito à educação. Ao final, 80% dos secretários estaduais presentes identificaram que “Garantir que todo jovem ao final do Ensino Médio tenha a proficiência adequada em todas as áreas do conhecimento” é o maior desafio a ser enfrentado.



JUNTOS PARA MOBILIZAR

O evento Alfabetização 360º - Na perspectiva da educação integral, realizado pelo próprio Instituto, lançou luzes sobre a importância e a viabilidade do desenvolvimento integral pelo processo de alfabetização a partir dos 6 anos de idade, com a integração de diferentes linguagens – língua materna, científica, matemática, digital, corporal e artística - para o processo de alfabetização.

Durante o evento, Viviane Senna e o presidente do Conselho Nacional de Educação (CNE), Luiz Roberto Curi, assinaram documento de entendimento de agenda técnica para o desenvolvimento de estudos que orientem futuras diretrizes sobre educação integral no Brasil, com destaque para a alfabetização plena. Ao longo do ano porta-vozes do Instituto Ayrton Senna participaram de congressos e seminários para apoiar o pensamento em educação no país.

Para promover o debate sobre a educação do futuro, marcamos presença no Welcome Tomorrow, que reuniu 25 mil participantes em torno de 250 palestras sobre temas variados. O Instituto ainda levou uma exposição interativa e testou o conhecimento dos participantes sobre a atual situação educacional brasileira em um quiz. A presidente Viviane Senna também conversou com uma plateia lotada sobre a mudança do papel da escola ao longo dos tempos.

Também participamos da Bett Educar, maior congresso de educação da América Latina. Um time de especialistas do Instituto falou em palestras e painéis do evento sobre educação integral, novo Ensino Médio, tecnologia e inovação. Durante a feira, Mozart Neves Ramos lançou o livro Sem Educação não haverá futuro, reunindo 21 artigos publicados pelo diretor do Instituto entre 2016 e 2018 refletindo sobre o desafio da alfabetização, a qualidade do ensino, a formação de professores e o preparo dos jovens para o mercado de trabalho. A obra foi disponibilizada online gratuitamente.

No 6º Fórum LIDE de Educação, nos reunimos com líderes empresariais e especialistas para discutir como atrelar recursos a resultados e caminhar na direção de uma gestão educacional efetiva. Viviane Senna foi mediadora dos painéis e chamou a atenção para a necessidade da participação de todos os atores sociais para que a educação tenha um salto de qualidade no país.

Estivemos na EdTech Conference 2019, da StartSe, falando para mais de 2 mil pessoas sobre a necessidade de uma educação 5.0, que prepare as pessoas para os desafios dos novos tempos.

Também em São Paulo, estivemos junto a Secretaria de Educação do Estado no evento Ideias & Debates – Desafios da Educação para discutir sobre os caminhos do ensino. O encontro realizado em São José dos Campos contou com a participação de 900 educadores da região. Especialistas do Instituto falaram sobre como a Educação deve responder aos desafios das próximas década.

Em celebração dos três anos de implementação do Ensino Médio Integral em Tempo Integral (EMITI), realizado em parceria com o Instituto Ayrton Senna, 400 educadores de Santa Catarina se reuniram em Florianópolis para o III Seminário de Saberes e Práticas da Educação Integral do estado. Diretores e líderes de projeto do Instituto estiveram presentes para celebrar as conquistas. No dia foi lançado o e-book Projetos em Ação: saberes e fazeres no EMITI, que reúne experiências de práticas nas escolas participantes.

O Instituto também marcou presença na 14ª edição do Educasul, que aconteceu em Balneário Camboriú (SC) e contou com a participação de mais de 1400 educadores. O evento reuniu especialistas com o objetivo de discutir práticas inovadoras de sala de aula e os desafios para a implementação da BNCC.

JUNTOS PELA BNCC

O Movimento pela Base realizou um encontro com 80 educadores e especialistas para construir caminhos de implementação do ensino integral por meio da BNCC. Durante um dia, os participantes se dividiram em grupos para trocar percepções, conhecimentos e propostas. Cada mesa propôs princípios para nortear as ações em cinco perspectivas – dos estudantes, dos professores, das escolas, dos territórios e das políticas públicas. Então identificaram e construíram orientações sobre como esses princípios podem ser efetivados, e quais os melhores canais para comunicar e engajar os interessados em colocar as orientações em prática.

No nível nacional, Mozart Neves Ramos, diretor de articulação política do Instituto Ayrton Senna assumiu a relatoria do Parecer da Formação Inicial de Professores para a BNCC no Conselho Nacional de Educação.

Atuação em 2019

PARCERIAS SOCIAIS



O ANO DO MARKETING DE CAUSA
"As pessoas não compram bens e serviços.
Elas compram relações, histórias e magia"

Seth Godin

Os consumidores depositam cada vez mais expectativas nas empresas - um estudo feito pela Ipsos Brasil em 2019 mostra que elas ultrapassam a relação de compra e venda. Para se ter uma ideia, 78% dos consumidores concordam que são esperadas das empresas ações para apoiar as transformações sociais do país. E essa relação entre responsabilidade social e confiança é válida para todos os setores.

Neste sentido, o Instituto Ayrton Senna tem atuado para conectar empresas ao propósito da educação em uma relação de benefício mútuo. O ano de 2019 consolidou na organização o Marketing Relacionado à Causa, ferramenta que alinha as estratégias de marketing da empresa com as necessidades da sociedade, trazendo benefícios para a causa e para os negócios.

Empresas parceiras de longa data reafirmaram seu apoio à educação pública de qualidade. Um dos projetos de Marketing Relacionado à Causa mais antigos do país, o Instituto Ayrton Senna Itaucard, que existe desde 1996, foi relançado em 2019 com novo design, funcionalidades e benefícios.

Pelo segundo ano consecutivo, o Instituto Ayrton Senna foi parceiro do McDonald’s no McDia Feliz, uma das maiores campanhas sociais do país. A ação da Arcos Dorados destina todo o dinheiro arrecadado neste dia com a venda dos sanduíches Big Mac para instituições que atuam pela educação e saúde. O Instituto fez uma grande mobilização para a pré-venda de vouchers antecipados Big Macs para empresas parceiras - dentre elas, as que mais se engajaram foram, Instituto Cyrela, JP Morgan, Microsoft e Stefanini. Os parceiros utilizaram os tíquetes em ações de endomarketing e engajamento de seus públicos relevantes. No dia do evento, todo o time esteve presente nos restaurantes da rede na capital paulista.

Também fortaleceram os laços com a educação CCR, Cinépolis, Compactor, English Live, Melitta, PBKids, Regispel e VISA.

Em 2019 também chegaram novos parceiros para alavancar ainda mais nossos projetos educacionais. A Lenovo passou a destinar um valor ao Instituto para cada venda no varejo de equipamento das linhas Yoga, Ideapad ou Legion. O sucesso da campanha se deu por ações de engajamento com diversos stakeholders, entre elas um jantar de lançamento, a criação dos materiais de ponto de venda e treinamento de vendedores do varejo. Mas isso não seria possível sem o engajamento interno; Todos os colaboradores, desde o escritório até planta industrial, se envolveram. Já a Sustagen destinou todo o lucro incremental das vendas de Sustagen Kids do mês de outubro para o Instituto Ayrton Senna. A campanha, que ressaltou a importância da nutrição aliada à educação de crianças e jovens, ainda contou com grande engajamento dos funcionários da empresa. Com a Cabify realizamos a campanha Gorjeta Campeã. Nela, o valor dado pelos usuários em gorjeta ao motorista, a empresa destinava a mesma quantia para o Instituto Ayrton Senna.

Juntos, Instituto e empresas estão fazendo com que mais crianças e jovens tenham acesso a uma educação integral, que prepara indivíduos para o século 21.



TENDÊNCIAS DO MARKETING DE CAUSA

Ao lado da Ipsos Brasil, Cause e do Centro ESPM de Desenvolvimento Socioambiental, o Instituto Ayrton Senna realizou em outubro o 3º Fórum de Marketing Relacionado à Causa. O evento foi uma oportunidade de apresentar tendências sobre o tema no Brasil e no mundo. Participaram organizações como Itaú, Magazine Luiza, Reserva, Mãe Terra e Editora Mol, além de nomes como Marc Tawil, diretor da agência de comunicação Tawil, Fê Cortez da ONG Menos 1 Lixo e Cris Bartis do podcast Mamilos.



EDUCAÇÃO NO DNA

As parcerias institucionais são fundamentais para que o Instituto Ayrton Senna continue desenvolvendo projetos educacionais alinhados aos desafios do século 21. Em 2019, várias empresas se mantiveram conectadas à este propósito e nos ajudaram a levar educação de qualidade à diversos territórios: BIC Foundation, Boeing, Fedex, FMC, Fundação Grupo Volkswagen, Instituto Natura, Instituto Positivo, Julius Bär, Linx, SAP e Visa.

A Fundação Banco do Brasil possibilitou a implementação de 7 componentes educacionais de alfabetização em 17 territórios por todo o Brasil. Totalizando mais de 25 mil formações de educadores, responsáveis pela plena alfabetização de mais de 720 mil crianças.

O Instituto ainda contou mais um ano com o apoio das empresas do LIDE - Grupo de Líderes Empresariais. O 6º Fórum LIDE de Educação e Inovação, aliás, teve participação da presidente do Instituto, Viviane Senna, em reflexões sobre o desenvolvimento das competências necessárias para a melhoria da educação no país.

Através do salary donation, ferramenta que possibilita a doação direta dos funcionários via folha de pagamento, participaram colaboradores das empresas Accenture, Bayer, BCG, BNP Paribas, Buscapé, Castrol, GFK, Lenovo Foundation, P&G e SAP. Como engajamento, vários dos parceiros dobraram o valor da doação do colaborador reafirmando seu comprometimento com a causa.

Também apoiaram o Instituto: Amil, Consórcio Tradição, Cred System, Galzerano,  Innova, Instituto FAR - Hinode, Instituto Alair Martins, Instituto MRV, Integration, IQ, KIA, Localiza, Maubisa, Rede, Sanhidrel e UBS.



EDUCAFÉ

O Instituto Ayrton Senna realizou um episódio muito bem-sucedido do Educafé, um evento para aproximar nossos parceiros à nossa atuação em um ambiente de troca de ideias e experiências. A edição contou com a participação de Murilo Gun, especialista em criatividade para solução de problemas que conversou com os convidados sobre projetos relacionados a educação de crianças e jovens.

A edição contou ainda com a apresentação da Cortex Intelligence, plataforma que apoia a gestão da reputação de marcas. A organização mostrou a influência da imprensa e o impacto do Instituto na pauta de educação. Direcionando possibilidades nas parcerias firmadas com o Instituto Ayrton Senna.

AYRTON SENNA E SENNINHA



A história de Ayrton Senna ultrapassou os limites do automobilismo e se tornou parte da cultura brasileira. Em 2019, seu legado completou 25 anos e foi comemorado em ações de diversas áreas e com engajamento mundial.

O festival Senna Day, maior homenagem aos 25 anos do legado de Ayrton Senna, foi realizado no dia 1º de maio com mais de 15 mil pessoas. O evento contou muitas atrações para todas as idades em um verdadeiro feriado com clima de família em celebração ao piloto, com shows, corridas a pé para adultos e crianças, caminhada, corrida de kart, exposições, McLaren Senna dando voltas rápidas com pilotos e convidados especiais, Espaço Kids com brincadeiras com o Senninha etc.

As ações ocorreram dentro do complexo do Autódromo de Interlagos, um lugar simbólico para história do piloto, inclusive no Kartódromo, onde Senna começou a carreira e onde celebridades, pilotos, fãs e alunos da Escolinha de Kart do Senninha (Tuka Rocha Racing School) prestaram homenagem em uma corrida de kart.

Já na pista principal, que recebe o GP Brasil de F1, a grande atração foi o superesportivo McLaren Senna. Pilotado por Sergio Sette Câmara, Cacá Bueno, Rubens Barrichello e outros pilotos, ele fez sua primeira aparição pública no Brasil e superou os 200 km/h nas retas de Interlagos.

O Senna Day também marcou o lançamento da Campanha #MeuAyrton com um vídeo emocionante em que Dona Neyde, mãe de Ayrton Senna, falou sobre suas grandes lembranças do filho.

A campanha institucional #MeuEducadorMeuIdolo também foi lançada no Senna Day Festival. Foi um evento para trazer alegria às pessoas e fazer esta grande homenagem ao nosso grande ídolo. Para fechar o evento em grande estilo, a esquadrilha da fumaça fez um show aéreo com acrobacias sobre o autódromo.

Em parceria com a Heineken, foram realizadas diversas ações dentro de uma campanha que estimulou milhares de pessoas a postarem nas suas redes agradecimentos e homenagens usando #ObrigadoSenna. A cada postagem, a Heineken doou R$ 5 para o IAS e todos concorriam a um par de ingressos para o GP do Brasil de F1.

A parceria com a Heineken ainda viabilizou o Senna Tribute, que aconteceu no Obelisco do Ibirapuera e contou com exposições e exibições de carros históricos pilotados na época por Senna. A grandes estrelas do evento foram: o Toleman de 1984, carro da estreia e primeiro pódio de Ayrton na F1, e a Lotus 97T, carro que lhe rendeu sua primeira vitória na F1 em Portugal 1985. O evento também contou com a apresentação de carros de drift, pilotos acelerando karts e a exibição de duas motos Ducati modelo Superbike 1199 S Senna.

No grande encerramento da campanha com Heineken, o piloto Bruno Senna emocionou todos os presentes no Autódromo de Interlagos momentos antes da disputa do GP Brasil de F1 2019. O sobrinho de Ayrton Senna acelerou algumas voltas na pista com a no carro McLaren MP4/4, modelo guiado por Ayrton no ano de seu primeiro título mundial. A emoção tomou conta de todos principalmente quando Bruno pegou a bandeira do Brasil dentro do cockpit e exibiu para todos, gesto que ficou marcado nas vitórias de Ayrton na F1.

O ano de 2019 foi marcado também por outras ações pontuais importantes, como o lançamento do aplicativo “Senna 360º”. A plataforma permitiu a realização de um tour dentro de um museu virtual do sobre o piloto, com recursos de realidade aumentada e virtual.

O Palácio Tangará exibiu a exposição “Ayrton Senna: O Piloto”, com obras do artista Sami Akl e exposição de itens que marcaram a trajetória de Senna em sua carreira. A exposição foi parte de um projeto que transforma áreas comuns do hotel em uma galeria de arte. Parte da receita obtida com a venda das obras foi doada ao Instituto Ayrton Senna.

Maior evento de inovação digital da América Latina, o VTEX Day 2019 contou com uma homenagem a Ayrton Senna com exposição de imagens, capacetes e troféus, além da grande atração da feira, o McLaren Senna. Viviane Senna participou da abertura do evento falando do legado de Ayrton Senna fora das pistas, que é o Instituto Ayrton Senna. O evento contou com grandes nomes mundiais, como Barack Obama, ex-presidente dos EUA.

A peça “Ayrton Senna - O Musical”, que esteve em cartaz em 2018 nas capitais de São Paulo e Rio de Janeiro, chegou ao interior desses estados em 2019 viajando em um “caminhão-palco”, com apresentações gratuitas em diversas cidades.

OBRAS MARCANTES SOBRE AYRTON SENNA

Uma escultura de Ayrton Senna criada pela artista plástica Paula Lalli, sobrinha do piloto, foi entregue ao Papa Francisco e agora faz parte do acervo dos Museus do Vaticano. O processo de criação e execução da escultura ocorreu ao longo de três anos.

Outra obra que celebrou Ayrton Senna por pintada pelo muralista Eduardo Kobra, que produziu um mural em homenagem ao piloto em Ímola, na Itália. A obra com 21 metros de comprimento e 7 metros de altura está localizada no Autódromo Enzo e Dino Ferrari e foi inaugurada junto com a exposição “Ayrton Mágico – A alma além dos limites”.

O pintor e escultor inglês Paul Oz também homenageou Ayrton Senna com uma estátua de 160 kg, feita de bronze e exposta na sede da McLaren na Inglaterra. Além disso, Oz criou três esculturas em tamanho real para marcar o tricampeonato mundial de Senna na Fórmula 1 e outras 41 estátuas representando as vitórias do brasileiro na categoria máxima do automobilismo.

OUTRAS HOMENAGENS OFICIAIS

Houve muitas outras homenagens ainda em 2019. A Força Aérea Brasileira realizou um voo com Leonardo Senna, irmão de Ayrton, 30 anos após o voo realizado com o piloto no caça Mirage III em Anápolis (GO) 1989.

A Marinha do Brasil fez uma homenagem especial aos 25 anos de legado de Ayrton Senna com o Navio-Escola “Brasil”, que fez uma viagem por 15 países e passou por 18 portos ao redor do mundo, contando um pouco da história do maior piloto de todos os tempos para os tripulantes da embarcação.

Foi criada ainda a logo em homenagem aos 25 anos do legado de Ayrton, que foi usada em todas as ações e vários pilotos puderam compartilhar em seus carros nas corridas de vários campeonatos, como na própria Stock Car.

Também teve destaque o lançamento da loja Ayrton Senna Shop em uma nova plataforma online e a presença em eventos como a F1, Senna Day e o Senna Tribute.

O ano também foi marcado por uma exposição do Memorial Ayrton Senna para funcionários e jornalistas. Abrimos as portas para os familiares de funcionários do Instituto conhecerem este trabalho e a história do tricampeão mundial com várias relíquias sendo expostas.

Por fim, recebemos o resultado do case/ pesquisa Repucom: Ayrton Senna imortal, um profundo olhar sobre a idolatria que alcança o mundo inteiro.

SENNINHA

Em 2019, estreou no canal Gloobinho a série “Senninha na Pista Maluca”.  A animação teve inicialmente 26 episódios e foi criada para divertir as crianças, além de ensinar competências socioemocionais para a criançada de maneira lúdica e descontraída.

A Azul Companhia Aérea pintou uma aeronave de sua frota com o tema da série “Senninha na Pista Maluca”, exibido pelos canais infantis da Globosat (Gloob e Gloobinho).

O personagem Senninha também esteve no grid da Corrida do Milhão da Stock Car, em Interlagos. A ação do Instituto Ayrton Senna aconteceu com alunos da Escola de Kart do Senninha (Tuka Rocha Racing School).

Durante dois dias, o Seninha pilotou os carrinhos elétricos que o grupo Leforte utiliza nas áreas pediátricas para levar as crianças para a ala de cirurgia. Os “safety cars” ganharam identidade visual similar ao carrinho que o Senninha pilota na série animada e os pisos dos corredores de internação foram ambientados com adesivos zebrados imitando uma pista de corrida.

CORPORATIVO



UM NOVO JEITO DE SER

Durante o ano de 2019, o time de Gente e Gestão voltou seus esforços para aprofundar o olhar na essência do Instituto Ayrton Senna com o objetivo de captar nossos valores e transformá-los em uma identidade. Como ponto de partida, em março, membros de diversas áreas se reuniram para construir juntos um novo pilar organizacional, composto pelos valores que nos acompanharam por quase 25 anos agora traduzidos em atitudes. Nascia ali o nosso Jeito de Ser, pautado em colaboração (Construir Juntos), autonomia (Agir como dono), simplicidade (Buscar simplicidade), inovação (Ter atitude inovadora) e resultado (Ter foco no resultado).

O Jeito de Ser baliza todas as decisões estratégicas do Instituto, desde a presidência até as questões do dia a dia. A implementação de uma nova cultura organizacional não só deixou mais claro quem somos e onde queremos chegar, como traduziu em ações a nossa preocupação com o ambiente de trabalho e com o futuro dos colaboradores.

Uma das principais iniciativas no ano foi o Ciclo de Gestão. Este foi iniciado com a implementação da Avaliação 360, toda baseada no Jeito de Ser, com a intenção não apenas de avaliar o colaborador, mas todo o contexto em que ele está inserido, suas relações entre pares, gestores, subordinados e áreas.

Em seguida foi implementado o Plano de desenvolvimento Individual e Feedbacks. A partir dele se iniciou o Comitê de talentos, no qual lideranças, em conjunto, avaliam qualitativamente o desempenho dos colaboradores mapeados como talentos e identificam as melhores oportunidades de desenvolvimento. O ciclo se fecha com o reconhecimento por meio do programa de meritocracia: os colaboradores contemplados recebem méritos, promoções ou benefícios como bolsas de incentivo para capacitação profissional e acadêmica.

O Instituto Ayrton Senna desenvolveu também um novo Programa de Estágio. Nele, oito universitários atuam ativamente em projetos educacionais, com acompanhamento constante dos líderes de cada área. Com duração de dois anos, o programa contempla capacitação contínua com atividades presenciais e online para o desenvolvimento de competências técnicas e comportamentais.

Mesmo em um ano com tantas mudanças, o Jeito de Ser foi tão bem incorporado ao nosso dia a dia que conquistamos pela primeira vez o selo Great Place to Work, que reconhece os melhores ambientes de trabalho em 61 países.

Conectados pelo Jeito de Ser, os colaboradores do Instituto contam com canais de comunicação interna, grupos de afinidades e ações de engajamento para se reconhecerem como parte do mesmo time. Em meio ao processo de transformação digital das áreas corporativas, que teve início em 2019 e se estenderá por 2020, a ideia é que, independentemente da área em que atuam, todos tenham consciência de que são essenciais na missão de levar educação de qualidade a cada vez mais jovens e crianças do país.

UM NOVO JEITO DE AGIR

Além de traduzir a essência do Instituto Ayrton Senna em um novo Jeito de Ser, também era necessário olhar para os processos e ferramentas que fazem parte do nosso dia a dia. Por isso consolidamos também um novo jeito de agir.

Como parte de um processo de transformação digital iniciado nos anos anteriores, seis áreas tiveram seus processos mapeados e melhorados: Jurídico, Financeiro, Negócios, RH, Comunicação e PCO. Isso foi possível porque 2019 foi o ano de implementação da Célula de Gestão Integrada (CGI), área que promove uma visão 360 de todo o Instituto.

A CGI é organizada em três pilares: Planejamento e Controle Orçamentário; Planejamento e Gestão; e Monitoramento e Qualidade. O formato posiciona a área como um hub de dados, mas também como principal agente facilitador para uma dinâmica de trabalho mais rápida e integrada por meio de projetos. Dessa forma, todos os colaboradores, independente da área em que estão, conseguem perceber seu papel no desenvolvimento da educação de qualidade no país.

Foi também um ano muito de transformação digital. A equipe de TI liderou ações estruturantes como a estabilização dos sistemas proprietários do Instituto. São exemplos o Sistema Panorama, Espaço Educador e o Portal Diálogos. Parte do ambiente produtivo passou a ser hospedado da nuvem, com novas camadas de proteção e criptografia dos dados, visando a segurança de todos os dados coletados nesses 25 anos.

A equipe também disseminou a metodologia Agile para todo o Instituto com workshops de Scrum. Também adotamos um sistema de gerenciamento de contratos: a plataforma Simplesmente Use acelerou a gestão dos mais de 700 documentos que circularam interna e externamente durante o ano.