fbpx

Parceria entre Estado de São Paulo e Instituto Ayrton Senna levará Educação Integral ao ensino fundamental

2 MIN
8 set 2020

Rede estadual tem a missão de construir, em regime de colaboração com os municípios, um currículo que atenda às necessidades de aprendizagem dos alunos à luz da BNCC.

Com o objetivo de construir um currículo escolar à luz da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), o Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria da Educação, contará com expertise do Instituto Ayrton Senna, que há mais de 20 anos vem pesquisando e produzindo conhecimento sobre Educação Integral. Na quinta-feira (5), foi assinado um termo de cooperação, com a presença do governador Geraldo Alckmin, do secretário estadual de educação, José Renato Nalini, e da presidente do Instituto Ayrton Senna, Viviane Senna.

O acordo prevê ainda a construção de um modelo inovador para os anos finais do Ensino Fundamental (6º ao 9º ano), que será construído este ano e começará a ser implementado em algumas escolas da rede em 2019. Os esforços dessa parceria terão como foco construir práticas que permitam aos alunos desenvolverem competências socioemocionais, como autoconhecimento, colaboração e criatividade, previstas nas Competências Gerais da BNCC.

Esse será um trabalho bastante instigante e muito interessante do ponto de vista de melhoria da qualidade da educação no Estado, onde nós estamos apoiando a secretaria na elaboração do seu currículo à luz da BNCC. O projeto tem tudo para demonstrar ótimos resultados nos próximos anos”, afirmou Helton Souto Lima, gerente de projetos  do Instituto Ayrton Senna, durante a assinatura da parceria.

A BNCC para a educação infantil e o ensino fundamental, homologada em dezembro de 2017, passou a ser o novo documento de referência nacional para o currículo de todas as escolas do País, das redes pública e particular. Ela prevê os direitos de aprendizagem essenciais para cada área do conhecimento em todos os anos dessas etapas de ensino. Em seu texto introdutório, a Base determina que o referencial curricular precisa incorporar a Educação Integral de forma sistemática, como orientação geral para todo o currículo.

Em razão dessa necessidade e dada sua expertise na área, o Instituto Ayrton Senna vem trabalhando em parceria com Estados e Municípios oferecendo o serviço de assessoramento para a atuação das equipes responsáveis pela construção de currículos, especialmente no que se refere à incorporação das competências socioemocionais nesses documentos.