fbpx

Estimulando a criatividade na educação: benefícios e estratégias

Explorar a criatividade no ensino é abrir caminhos para o desenvolvimento integral dos alunos, transformando a sala de aula em um ambiente inspirador que potencializa o aprendizado e promove a inovação educacional.

11 MIN
17 nov 2023
Instituto Ayrton Senna Instituto Ayrton Senna

A criatividade é fundamental na educação por oferecer uma série de benefícios para os alunos. Estimulá-la potencializa o aprendizado, expande a imaginação e promove a inovação

A criatividade é uma competência essencial no mundo atual. E não se limita apenas às artes, mas transcende para todas as áreas da educação e da vida cotidiana.

Entender porque seu papel é essencial na educação ajuda a preparar os alunos para os desafios do século 21. Além disso, diferentes formas de desenvolver a criatividade podem ajudá-los a encontrarem soluções criativas para os desafios reais.

Neste artigo, exploraremos a importância da criatividade na educação e apresentaremos estratégias eficientes para estimulá-la em seus alunos.

O que é criatividade?

Na concepção popular, a criatividade é frequentemente considerada um dom exclusivo, reservado a poucos sortudos que nasceram com tal habilidade . Mas, ao contrário da crença popular, a criatividade não é um talento nato e de poucos, mas sim pode ser fortalecida e desenvolvida por meio de diversas estratégias. 

Além disso, a criatividade não está confinada somente no domínio artístico. Ao contrário, ela é colocada em prática em diversas profissões e é utilizada em muitas situações do nosso dia a dia.  

Portanto, a visão de que seu desenvolvimento naturalmente ocorre apenas nas aulas de educação artística é ultrapassada. A ciência, ao consolidar evidências, revela uma compreensão mais abrangente da criatividade, centrada em duas palavras-chave: inovação e propósito.

Inovação refere-se à capacidade de criar algo novo, seja uma ideia, produto ou forma de pensar inédita. Por outro lado, o propósito está vinculado à realização dos objetivos iniciais.

A criatividade é a habilidade de gerar, avaliar e aprimorar ideias resultando em soluções originais e úteis num contexto específico. Esses elementos apontam para as habilidades necessárias na experiência criativa.

A criatividade como ferramenta de ensino

Desenvolver algo novo e útil exige um conhecimento prévio profundo sobre o tema, incorporando o que já foi produzido e identificando lacunas e avanços. Ampliar o entendimento de um assunto permite estabelecer conexões inovadoras e oferecer contribuições úteis ao contexto.

Além do conhecimento específico, compreender o conceito de criatividade e suas estratégias auxilia na sistematização do comportamento criativo. A criatividade deixa de ser um talento inato, reservado a artistas, tornando-se uma competência que pode ser desenvolvida em todos os níveis educacionais e em diversas áreas do conhecimento.

A criatividade não se limita às artes; ela está intrinsecamente ligada a soluções inovadoras para problemas, oferecendo um potencial significativo em campos como ciência, tecnologia, comunicação e artes.

Compreender a criatividade é reconhecer que sua expressão envolve a elaboração de ideias, processos ou produtos inéditos que atendem ao seu propósito, desafiando a reprodução simplista de soluções e destacando a autenticidade do pensamento divergente.

Manifestações da criatividade

Apesar de a criatividade apresentar características singulares, a compreensão dos processos criativos visa identificar traços comuns. A teoria dos 4Cs é um exemplo, classificando as manifestações criativas em quatro níveis de complexidade:

Mini-c

Este é o ponto de partida, envolvendo ideias e ações com impacto restrito, geralmente percebido apenas pela própria pessoa.

Pequeno-c

No segundo nível, a criatividade vai além, focando na resolução de problemas que afetam o cotidiano. Aqui, uma ideia não é suficiente; é crucial que ela tenha aplicabilidade e possa impactar positivamente a vida de outras pessoas.

Pro-c

Avançando para o terceiro nível, a criatividade se concentra na resolução de problemas que transcendem o âmbito individual, direcionando-se a contextos coletivos. Isso implica enfrentar desafios de ordem mais ampla, muitas vezes vinculados a conhecimentos técnicos ou profissionais específicos.

Grande-c

No quarto e último nível, a criatividade alcança dimensões significativas ao abordar problemas que afetam grandes contingentes de pessoas, a sociedade ou a cultura no todo. Este nível faz alusão a conquistas notáveis ao longo da história, representando marcos relevantes para a humanidade.

Estimulando o desenvolvimento intencional da criatividade em sala de aula

Ao promover o desenvolvimento intencional das competências criativas em sala de aula, é essencial basear-se nos diferentes níveis da teoria dos 4Cs. 

  • Incentivar atividades que despertem a criatividade no nível “Mini-c” envolve explorar projetos pessoais e reflexivos. Estimular os alunos a expressarem suas ideias e ações, mesmo que, inicialmente, de impacto restrito, é fundamental para construir uma base sólida.
  • Para desenvolver o nível “Pequeno-c”, focar em projetos que abordem problemas do cotidiano é fundamental. Os alunos podem ser desafiados a não apenas gerar ideias, mas a aplicá-las de maneira prática, garantindo que suas soluções tenham relevância e aplicabilidade real.
  • Avançando para o “Pro-c”, é fundamental criar oportunidades para os alunos enfrentarem desafios mais amplos, relacionados a contextos coletivos. Projetos interdisciplinares e colaborativos são eficazes, incentivando a resolução de problemas que demandam conhecimentos técnicos ou profissionais específicos.
  • No nível mais abrangente, “Grande-c”, é preciso inspirar os alunos a pensar em projetos que vão além das fronteiras da sala de aula. Abordar questões que impactam grandes contingentes de pessoas, a sociedade ou a cultura, pode envolver projetos de pesquisa, atividades sociais e iniciativas comunitárias.

Adotar uma abordagem progressiva que se alinhe com os diversos níveis da teoria dos 4Cs permite que os educadores estimulem a criatividade de maneira abrangente, capacitando os alunos a desenvolverem suas habilidades criativas em todas as dimensões, desde o âmbito pessoal até contribuições significativas para a sociedade.

Técnicas pedagógicas para fomentar a criatividade em sala de aula

A promoção da criatividade em sala de aula é uma tarefa essencial na formação de alunos preparados para os desafios do mundo atual. Para alcançar esse objetivo, educadores podem adotar uma série de técnicas pedagógicas que incentivam e desenvolvem os estudantes.

Aprendizagem baseada em projetos (PBL)

A aprendizagem baseada em projetos é uma técnica pedagógica que envolve os alunos na resolução de problemas reais, promovendo a criatividade e o pensamento crítico. Os estudantes são desafiados a aplicar o que aprenderam para criar soluções práticas, estimulando a inovação e a imaginação. 

Essa abordagem permite que os alunos se envolvam em tarefas desafiadoras e colaborativas, contribuindo para o desenvolvimento de suas habilidades criativas.

Metodologias ativas

As metodologias ativas, como a sala de aula invertida e o aprendizado cooperativo, envolvem os alunos ativamente em seu próprio processo de aprendizado. Isso os encoraja a pensar fora da caixa, fazer perguntas, explorar e experimentar.

Ao participar das atividades de sala de aula, os alunos têm a oportunidade de aplicar seu pensamento criativo em problemas reais.

Estimulação da curiosidade para aprender

A competência de curiosidade para aprender é um componente fundamental da criatividade. Os professores podem estimular a curiosidade dos alunos por meio de perguntas abertas, desafios intrigantes e estímulos que os façam pensar de maneira criativa. Ao incentivar os alunos a explorar e questionar, os educadores cultivam a criatividade em sala de aula.

Diversificação de recursos

Oferecer uma variedade de recursos, como os digitais, livros, materiais de arte e tecnologia, amplia o repertório dos alunos e os encoraja a explorar diferentes abordagens para resolver problemas. A diversificação de ferramentas também proporciona a oportunidade de combinar conhecimentos de várias fontes, promovendo a inovação e a criatividade.

Ambiente de aprendizado flexível

Alunos desenvolvendo a criatividade em ambiente diverso

Alunos desenvolvendo a criatividade em ambiente diverso

Um ambiente de aprendizado flexível, que permite aos alunos experimentar, errar e colaborar, é fundamental para o desenvolvimento da criatividade. Ao criar um espaço onde os alunos se sintam à vontade para explorar e criar, os educadores criam as condições ideais para a expressão criativa.

A relação entre arte, cultura e desenvolvimento criativo

Ainda que a criatividade não esteja relacionada apenas à criação artística e cultura, mas a diversas áreas do conhecimento, a  interconexão desses elementos contribui para o crescimento e enriquecimento da mente das crianças e dos jovens, fornecendo uma base sólida para o desenvolvimento da criatividade.

Arte como expressão criativa

A arte é um dos meios mais poderosos para expressar a criatividade. Ela oferece às crianças uma plataforma para explorar suas emoções, pensamentos e perspectivas de maneira única. 

A pintura, escultura, música, dança e outras formas de expressão artística permitem que os alunos liberem sua imaginação de maneira livre e não estruturada. Através da arte, podem experimentar, criar, errar e inovar, desenvolvendo suas habilidades criativas.

Além disso, a arte pode servir como uma linguagem universal que transcende barreiras culturais. Ela permite que os alunos explorem e compreendam diferentes culturas, perspectivas e tradições. 

Ao aprender sobre diferentes formas artísticas, de várias partes do mundo, as crianças são incentivadas a serem mais abertas, tolerantes e inclusivas.

Na prática, desenvolver a competência de interesse artístico é um importante caminho para que estudantes sejam mais criativos em sala de aula. 

A cultura como ponto de partida da criatividade

A cultura fornece o contexto e a bagagem que enriquecem a criatividade dos alunos. Através da imersão na cultura, podem adquirir um profundo entendimento das tradições, valores e crenças de suas próprias culturas e daquelas ao redor do mundo.

É ela também quem promove a diversidade e a apreciação de diferentes formas de expressão. Ao entender as raízes culturais de diferentes formas de arte, os estudantes podem criar conexões mais profundas e significativas com a criatividade de diferentes grupos étnicos e sociedades.

Desenvolvimento criativo

Alunos realizando atividade com foco no desenvolvimento criativo

Alunos realizando atividade com foco no desenvolvimento criativo

Quando as crianças são expostas a diversas formas de arte, de diferentes culturas, elas têm a oportunidade de combinar essas influências de maneira única e pessoal. Dessa forma, podem criar obras que incorporam elementos de várias culturas e estilos artísticos, desenvolvendo uma abordagem criativa única e diversificada.

A cultura fornece um contexto rico para a criação artística. As histórias, mitos, lendas e tradições culturais podem inspirar a imaginação das crianças e servir como base para suas criações. 

A arte oferece uma plataforma para expressão criativa, enquanto a cultura fornece o contexto e as influências necessárias para alimentar a criatividade. Ao promover a compreensão e a apreciação da diversidade cultural através da arte, as escolas podem preparar os alunos para serem pensadores criativos e culturalmente sensíveis, prontos para enfrentar os desafios do mundo atual de maneira inovadora e aberta.

Iniciativas do Instituto Ayrton Senna para focar na criatividade

Entre 2015 e 2017, o Instituto Ayrton Senna se uniu às Secretarias de Educação de Chapecó e Santa Catarina, juntamente com a FIESC (Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina), para promover um projeto de desenvolvimento da criatividade e pensamento crítico dos estudantes.  A iniciativa fazia parte de um projeto da OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento) desenvolvido em diversos países. 

A equipe adaptou o projeto da OCDE e promoveu a formação de professores, realizando acompanhamentos ao longo do ano letivo. Isso resultou na criação de maneiras especiais de avaliar o desempenho dos estudantes e na identificação de boas práticas em diferentes áreas de estudo, reunidas em um portfólio.

Mais de 4 mil estudantes participaram e a maioria dos professores incorporou essas práticas em suas aulas, relatando uma mudança positiva em sua forma de ensinar. Os estudantes ficaram mais motivados e envolvidos na escola, melhorando o ambiente escolar.

Desde então, devido a essa experiência, o Instituto Ayrton Senna seguiu pesquisando sobre o tema e disseminando esses conhecimentos. Além de contribuir com o PISA (Programa Internacional de Avaliação de Alunos), da OCDE, com a avaliação da criatividade dos estudantes. 

O Instituto Ayrton Senna também disponibiliza um curso online e gratuito na Humane, sua plataforma digital de desenvolvimento de educadores.  Além disso, a Humane também conta com a Trilha Maker Criatividade, em parceria com o FabLab Recife,  que aborda a cultura maker e como colocar a criatividade em prática na escola.

Instituto Ayrton Senna
Instituto Ayrton Senna Organização sem fins lucrativos comprometida com a educação