Digite o assunto que deseja pesquisar

Educação para o Século 21

Educação Integral

Todas as pessoas nascem com o poder de mudar o mundo, mas esse potencial precisa de oportunidades para se desenvolver. A chave para isso é a Educação Integral. Desenvolvendo o ser humano por inteiro, na dimensão cognitiva e socioemocional, a Educação Integral prepara para viver no século 21 e construir o futuro.

Nossa causa

Educação de qualidade

Sem educação de qualidade, não há futuro. A educação é a chave para desenvolver os potenciais humanos. E o desenvolvimento humano é a chave para todas as outras formas de desenvolvimento. Sem educação de qualidade, não há desenvolvimento social, político, econômico, científico, cultural, ambiental. Sem educação, estamos condenados à estagnação ou ao retrocesso.

Além de promover o crescimento econômico sustentável e a redução das desigualdades sociais, a educação está relacionada ao aumento da participação cívica e ao decréscimo dos índices de violência. No campo pessoal, mais educação de qualidade significa maior autonomia, renda, saúde, estabilidade e satisfação pessoal.

A educação e o futuro das pessoas:

  • maior autonomia
  • maior renda
  • melhor saúde
  • maior estabilidade
  • maior satisfação pessoal

A educação e o futuro das sociedades:

  • crescimento econômico
  • redução das desigualdades
  • diminuição da violência
  • envolvimento cívico
  • sustentabilidade ambiental
  • inovação em todas as áreas 

O desafio: Brasil e mundo

Apesar do crescente reconhecimento da importância da educação, ela ainda não é tratada como prioridade no Brasil. Os resultados da nossa educação são prova disso.

Cerca de um quarto da população brasileira está na escola – quase 50 milhões de pessoas –, mas nosso sistema educacional não está dando as oportunidades necessárias para que esses estudantes progridam nos estudos, no trabalho e na vida.

Dimensionando o atraso 

Dentre os brasileiros que estão na escola pública, que correspondem a mais de 80% das nossas crianças e jovens, muitos devem abandonar os estudos antes de concluir o ensino médio. Dentre os que concluírem o ensino médio, apenas 10% terão aprendido o que deveriam em matemática.

Essa situação nos coloca numa posição de tremendo atraso em relação aos países desenvolvidos, e mesmo em comparação com países de nível de desenvolvimento similar. Na classificação do PISA, que avalia as competências de alunos de 15 anos em 72 países, ocupamos a ocupamos a 66ª posição de matemática, 63ª em ciências, na 59ª em leitura. 

Olhando para o futuro  

Os números da educação brasileira traduzem as dívidas do passado, mas não revelam todos os desafios do futuro. Certamente, teremos que trabalhar para alcançar índices satisfatórios de aprendizagem em português, matemática e ciências, mas isso não será suficiente para preparar nossas crianças e jovens para viver no século 21 e construir um futuro melhor.

Além de aprenderem a ler, escrever, fazer contas e conhecer o mundo em todas as suas formas, nossos alunos também precisarão aprender a colaborar, persistir, organizar, criar, superar e uma série de outras competências para a vida.

Esse não é apenas um desafio nacional, é um desafio global. Quase todos os países do mundo estão repensando seus sistemas de educação para preparar as novas gerações para o século 21.Não podemos deixar nossas crianças e jovens para trás.

A chave

Educação integral

A chave para preparar as novas gerações para viver no século 21 é a educação integral. Num mundo cada vez mais complexo, dinâmico, diverso e incerto, é preciso preparar as crianças e jovens a fazer e perseguir escolhas que resultem em um futuro melhor para elas e para o mundo.

Uma educação que prepare apenas para o sucesso acadêmico ou profissional não dará conta desenvolver todos esses potenciais. Mais do que expandir o tempo na escola, a educação integral expande as oportunidades de aprendizagem, promovendo as competências cognitivas e socioemocionais necessárias para que nossas crianças e jovens se desenvolvam plenamente no caminho das suas escolhas e do bem coletivo

A Educação Integral desenvolve potenciais para vencer na vida e mudar o mundo

...Confira alguns números sobre nossa atuação

22 ANOS de atuação

1,5 MILHÕES DE ALUNOS beneficiados por ano*

17 ESTADOS do Brasil

+ de 660 MUNICÍPIOS atendidos

O caminho: Ciência para Educação

Para promover a educação integral para todos, teremos que cuidar das nossas dívidas do passado, mas sem tirar os olhos do futuro. Não conseguiremos avançar na velocidade e caminho necessários se olharmos apenas pelo retrovisor. Se quisermos levar nossa educação para o século 21, precisaremos inovar nossa forma de educar. O caminho para inovação é unir Ciência e Educação. Não se trata de ensinar mais “ciência” na escola, mas de fazer a ponte entre pesquisadores de diversas áreas do conhecimento, professores e gestores para que, juntos, desenvolvam e experimentem inovações capazes de inovar a maneira como ensinamos e aprendemos, com base em evidência e experiência.

A educação integral não será possível sem o compromisso de todos

O compromisso

Responsabilidade de todos

A educação integral não será possível sem o compromisso de todos. De acordo com a Constituição Brasileira, toda a sociedade deve colaborar para o “pleno desenvolvimento” das novas gerações.

Para isso, todos os atores sociais precisam trabalhar em rede, num espírito corresponsabilidade, para cumprir os compromissos democraticamente estabelecidos e fazer avançar a agenda da educação. 
Assumindo essa responsabilidade, o Instituto trabalha em parceria com governantes, professores, gestores, pesquisadores, empresários e demais atores da sociedade para promover políticas e práticas para a construção de uma educação de qualidade para todos.

...Conheça algumas de nossas iniciativas

Alfabetização para a vida 

Contribuímos para desenvolver competências e alfabetizar estudantes da rede pública.

IAS

PROGRAMAÇÃO NA ESCOLA

Programa trabalha resolução de problemas e criatividade através da programação e robótica.

IAS
Comentar
Mensagem
Comentários