publicado em 03.02.2016 ÀS 12:39

Formatura emociona primeira turma do CECA

03 de fevereiro de 2016

Sentir mais vontade de ir à escola e mais interesse em aprender coisas novas, com disposição para construir projetos de vida próprios foram algumas das conquistas que os alunos do Colégio Estadual Chico Anysio (CECA) compartilharam durante os três anos de Ensino Médio cursados na unidade. Em dezembro de 2015, eles foram a primeira turma a se formar na escola, que neste ano terá seu modelo ampliado a mais dois colégios de Ensino Médio do Estado do Rio de Janeiro.

Voltado para o desenvolvimento integral do estudante, o modelo de educação proposto no CECA promove a aprendizagem em todas as áreas, desenvolvendo conteúdos e competências para que, mais do que se sair bem em provas, os alunos ganhem autonomia para fazer suas escolhas na vida. Autoconhecimento, comunicação, colaboração e pensamento crítico são algumas das habilidades estimuladas pelos professores através de diversas metodologias, que preparam o jovem para se colocar diante das oportunidades do século 21.

Todos os 47 formandos de 2015 estudaram no CECA desde o início do Ensino Médio. "Esta solenidade não é uma simples formatura de conclusão de Ensino Médio. Trata‐se da formatura dos primeiros alunos que, com muita garra, validaram a Solução da Educação para o Ensino Médio", afirmou o diretor Willmann Costa, no discurso de formatura. O diretor também reforçou o papel de todos os profissionais da escola, da parceria entre a Secretaria de Educação e o Instituto Ayrton Senna e especialmente dos pais, a quem agradeceu pela confiança. "Certamente seus filhos farão a diferença em nossa sociedade", disse.

Durante o evento de formatura, as alunas Milena Rossi e Tatiana Briglia falaram sobre a importância deste momento. "Finalizamos a última página do primeiro volume do CECA ‐ vai virar história. Todos aqui fizeram a história do CECA única", afirmaram. "Nossas ambições, sonhos, planos, tudo o que queremos realizar, basta querermos, afinal somos "cecanianos" e se chegamos até aqui, é porque vamos muito mais longe."

Alguns dias antes da formatura, os alunos já faziam um balanço sobre as conquistas que tiveram durante o Ensino Médio nesse colégio. "Acho que em qualquer outro lugar eu não teria a mesma organização, não me conheceria bem e, às vezes, eu nem saberia qual carreira seguir ainda", disse o estudante Vinicius Pereira.

"No primeiro ano, eu não sabia o que era cursar Design, muito menos o que era Enem. Não tinha conhecimento algum de como se passava para uma faculdade, isso tudo eu fui desenvolvendo aqui, fui buscando aqui", contou a aluna Anna Beatriz, também no ano passado. "O que me dá conforto é que eu vou ter um legado, algo em que eu vou poder me basear. Vou levar para a minha vida a sensação de que posso aprender cada vez mais."

Além de avaliar o quanto estão preparados para a atuação profissional e pessoal no futuro, os estudantes também aproveitaram o momento de formatura para refletir sobre a trajetória percorrida no CECA. "A abertura para o novo começou a partir do momento que eu escolhi a escola Chico Anysio, porque é um modelo diferente. Esses três anos foram de uma suma importância na nossa vida, porque transformaram a gente, sabe?", contou Isabel Pacheco.

O estudante Rodolfo Pereira, que acordava às quatro da manhã e utilizava três transportes públicos para chegar ao colégio, destacou a abertura dos profissionais para ouvir as propostas dos alunos. "Nós fazemos parte da escola. Pediram nossas opiniões para fazer algumas das regras e demos muitas ideias, que agora vão poder ser aprimoradas pelos estudantes que estão chegando", afirmou. Os resultados obtidos pelas atuais turmas do colégio ajudaram, inclusive, a aumentar o interesse de novos ingressantes no Ensino Médio: enquanto em 2012 havia mais vagas do que candidatos para essa primeira turma que agora se formou, no ano passado foram cerca de 2mil inscritos para as 96 vagas de ingresso.

Em 2016, pela primeira vez esse projeto educacional será ampliado e, além do CECA, outras duas unidades irão receber a proposta, desenvolvida pela Secretaria de Estado de Educação do Rio (Seeduc) em parceria com o Instituto Ayrton Senna. O Colégio Estadual Brigadeiro Castrioto, em Niterói, e o Colégio Estadual Almirante Rodrigues Silva, em Valença, iniciarão o 1º ano do Ensino Médio com a matrícula de alunos selecionados por sorteio em 2015.

Digite o assunto que deseja pesquisar

Comentar
Mensagem
Comentários