publicado em 13.09.2019 ÀS 15:43

Entenda o papel das metodologias e práticas de ensino que apoiam a educação integral

São metodologias que não ensinam somente o conteúdo, desenvolvem competências essenciais para a conquista de realizações na vida pessoal e profissional dos estudantes

Você já deve ter acompanhado aqui na nossa página um pouco do que estamos trazendo sobre a aprendizagem no século 21. Quando falamos de metodologias, é importante relembrarmos essa ideia que ressalta que a aprendizagem não pode ser apenas teórica, o conhecimento tem que servir para a solução de problemas que afetam a vida das pessoas.

As metodologias para a educação integral estão relacionadas ao conceito das metodologias ativas, ou seja, a ideia de que se aprende fazendo.

Uma proposta de educação integral que tenha como objetivo a construção da autonomia do estudante e a promoção de seu desenvolvimento pleno, necessita de metodologias que garantam experiências que valorizem a participação ativa, crítica e colaborativa dos estudantes em situações de aprendizagem diversas.

Em geral, é importante ressaltar que essas metodologias:

  • Demandam dos estudantes um papel ativo;
  • Necessitam que os professores estabeleçam com os estudantes uma relação de confiança, expectativas elevadas, reciprocidade e de abertura para o erro;
  • São trabalhadas em situações de aprendizagem complexas envolvendo a necessidade de problematização e trabalho em equipe;
  • Exigem como base sequências de atividades estruturadas, com clareza de propósito e com a duração adequada;
  • Contribuem para a construção de uma cultura colaborativa na escola, que acontece quando as equipes compartilham memórias, crenças, concepções, objetivos e práticas ou atitudes comuns.

O foco na aprendizagem cognitiva e socioemocional dos estudantes interfere em muitas das ações mais comuns dos professores, como o planejamento da aula, a organização do espaço da sala de aula, o estabelecimento de pactos ou combinados com os estudantes, dialogando previamente sobre os objetivos de cada atividade e explicitando o que se espera deles, a gestão do tempo, a promoção da participação de todos, entre outras.

Além disso, é possível também contar com muitas alternativas para desenvolver metodologias específicas com o objetivo da integração entre os aspectos cognitivos e socioemocionais, em todas as etapas da Educação Básica. Algumas dessas práticas podem ser comuns a professores de qualquer ano escolar, pois beneficiam estudantes em qualquer fase da vida, já outras precisam levar em conta as especificidades do momento de formação do estudante.

Não se trata de impor ao professor uma maneira restrita para agir em sala de aula, e sim de oferecer possibilidades de caminhos estruturados e intencionais para conectar a prática que ele já desempenha no seu dia a dia aos objetivos da educação integral e do desenvolvimento pleno dos estudantes.

Desde sua fundação, o Instituto Ayrton Senna vem produzindo conhecimento e experiências capazes de inspirar políticas educacionais e práticas de ensino que respondam aos desafios do nosso tempo. Para saber mais sobre algumas dessas metodologias praticadas e sugeridas por nossas equipes, acompanhe os nosso próximos conteúdos!

Digite o assunto que deseja pesquisar

Comentar
Mensagem
Comentários