publicado em 6 de setembro de 2022

Formação no Ceará reúne mais de duzentos profissionais da rede

Momentos formativos envolveram projetos com foco em iniciativas de desenvolvimento socioemocional e tomada de decisões alinhadas à interesses

A equipe de formação do Instituto Ayrton Senna realizou duas formações com a rede estadual do Ceará, nos dias 10 e 11 de agosto. A formação com superintendentes de ensino contemplou 170 participantes, concretizando um processo formativo em diálogo desde 2018, com foco na apropriação da proposta do Diálogos Socioemocionais sobre o processo de monitoramento e acompanhamento nas escolas da rede. O programa inclui a aplicação periódica de instrumentos de avaliação socioemocional, em uma perspectiva formativa que insumos para trocas e orientações entre estudantes e docentes, apoiando caminhos para o desenvolvimento intencional das competências. A recorrência da aplicação permite visualizar uma sequência da situação socioemocional dos estudantes ao longo do tempo, oferecendo evidências que apoiam o planejamento e o acompanhamento do desenvolvimento.

Para Maria Lúcia Voto, gerente de projetos do Instituto Ayrton Senna e líder na frente da parceria, a experiência trouxe avanços significativos para a iniciativa. “O estado do Ceará é um grande parceiro do Instituto e já tem grande apropriação da proposta do Diálogos Socioemocionais, mas precisávamos ainda incluir os superintendentes para garantir que o acompanhamento e o monitoramento acontecessem de forma conjunta aos demais processos, assim, formar esses profissionais significa fortalecer ainda mais a proposta no território e o olhar integrado para as competências cognitivas e socioemocionais”, afirma.

As formações também incluíram a turma da iniciativa piloto do projeto Realizando Escolhas, reunindo vinte profissionais de três escolas da rede cearense, que devem contemplar cerca de 600 estudantes da 1ª série do Ensino Médio. O projeto oferece conteúdo formativo a educadores, apoiando-os na hora de auxiliar os estudantes em seu processo de autoconhecimento e realização de escolhas de seus itinerários formativos no Ensino Médio, bem como traçar objetivos dentro de diferentes campos de atuação. O projeto é uma ferramenta para o autoconhecimento e autonomia, apoiando o estudante a fazer escolhas alinhadas aos seus interesses, valores e projetos de vida, criando oportunidades para que ele atinja todo o seu potencial em todas as instâncias.

“Ainda no reconhecimento dessa grande parceria, destaco a prontidão e abertura da rede em pilotar a proposta do Realizando Escolhas, valorizando o olhar ao apoio e cuidado com os jovens do Ensino Médio em seus momentos de escolha e tomada de decisão, seja no momento de definir qual itinerário formativo cursar, seja no momento de sair da educação básica e buscar os próximos passos de sua vida acadêmica e/ou profissional”, assinala Maria Lúcia.

 

A parceria

A parceria do Instituto Ayrton Senna com a Secretaria de Educação do Ceará acontece desde 2017, apoiando no desenvolvimento de ações que apoiem a política de educação integral do estado. “Contar com parceiros como o Ceará, que acreditam realmente na educação e se disponibilizam a desenvolver propostas que têm foco no desenvolvimento integral do estudante é, sem dúvida, um privilégio e uma oportunidade ímpar de entender como nossas propostas cabem e apoiam as redes em seu objetivo de ofertar uma educação de qualidade a todos”, afirma Maria Lúcia. 

Entre outras frentes, o Instituto atua em parceria na realização do Programa Diálogos Socioemocionais, que envolve uma visão sistêmica da rede de ensino e a participação de vários profissionais. Uma das ferramentas do programa é a aplicação de monitoramentos socioemocionais periódicos, realizados em metodologia de autorrelato em rubricas, fornecendo os insumos necessários para o desenvolvimento contínuo e intencional entre os estudantes. A aplicação recorrente permite visualizar uma sequência da situação socioemocional dos estudantes ao longo do tempo e oferecendo evidências para que se possa planejar, auxiliar e acompanhar sistematicamente o seu desenvolvimento.